Apesar de este réveillon ter caído em um fim de semana, a expectativa é de que a “virada” impulsione o movimento nas estradas. No trecho da rodovia BR-277 que liga Curitiba ao Litoral do Paraná, o fluxo deve atingir picos que ultrapassem o quádruplo da circulação de veículos considerada normal. O tráfego também deve ser intenso nos eixos rodoviários que conduzem ao interior do Paraná e às praias de Santa Catarina. As concessionárias preveem que a circulação de veículos comece a se intensificar na tarde de sexta-feira (30).

Quem for ao Litoral do Paraná, deve encontrar tráfego intenso em toda a tarde de sexta-feira, com fluxo acima de dois mil veículos por hora na pista sentido Paranaguá, segundo estimativa da concessionária Ecovia. O movimento considerado normal é de 500 veículos por hora. O pico deve ocorrer entre as 18h e 19h, com circulação de 2,3 mil veículos em direção às praias paranaenses. No sábado (31), o movimento deve se concentrar entre as 7h e 13h, com média de 1,6 mil veículos por hora, na estrada sentido Litoral.

No domingo (1º), no retorno à região de Curitiba, o movimento deve ser intenso ao longo de todo o dia, com fluxo esperado acima de dois mil veículos por hora. A Ecovia estima que haja picos de até três mil carros por hora. Na segunda-feira (2), o tráfego também deve ser intenso, com média de dois mil veículos por hora. De acordo com a projeção da concessionária, 250 mil veículos devem trafegar pelo trecho da BR-277 entre a sexta e a segunda-feira. O telefone para emergências é o 0800-410-277.

Para as praias catarinenses

A concessionária Autopista Litoral Sul – que administra o trecho da rodovia BR-376, entre a região de Curitiba e as praias de Santa Catarina – espera que o movimento atinja picos superiores ao dobro do registrado em dias normais. A expectativa é de que 63 mil veículos por dia circulem pela rodovia, em ambos os sentidos.

A projeção indica que, na sexta-feira, o movimento vá se concentrar entre o meio-dia e a meia-noite. No sábado, o tráfego deve ser intenso das 7h às 17h. No retorno do fim de semana de réveillon, a circulação maior de veículos deve ocorrer entre as 15h e 22h de domingo, segundo a Litoral Sul.

A concessionária aponta que, nesta época do ano, o índice de veículos com problemas mecânicos na rodovia e que precisam ser removidos aumenta em 65%. O número para emergências é o 0800-725-1771.

Em direção ao interior

No trecho da BR-277 que liga a região de Curitiba ao interior do Paraná, o movimento chegará a 60% acima do considerado normal ao longo do fim de semana de réveillon. A projeção da concessionária Rodonorte indica que 210 mil veículos devam passar pela praça de pedágio de São Luiz do Purunã ao longo do período, quando em dias normais o fluxo seria de 131 mil.

Na sexta-feira, o fluxo deve chegar a ser 80% maior do que um dia considerado normal. Segundo a concessionária, neste dia, o movimento deve ser bem distribuído. Na segunda-feira, no retorno do fim de semana, o tráfego deve superar o dobro do normal, atingindo circulação 133% maior. O pico deve ocorrer entre as 10h e 18h. O telefone de atendimento ao usuário é o 0800 42 1500.

Para São Paulo

No trecho da BR-116 entre Curitiba e São Paulo, o tráfego deve chegar a ser 18% maior ao longo do fim de semana do que em relação a dias normais. A maior concentração de veículos, no entanto, deve ocorrer na pista sentido Sul, ou seja, a que conduz a Curitiba.

Na sexta-feira, o movimento deve ser distribuído principalmente entre as 16h e 22h. No sábado, o fluxo se concentrará das 5h às 17h. No retorno, os períodos com maior fluxo serão o do meio-dia à meia-noite de domingo e o das 5h ao meio-dia de segunda-feira. O telefone para o atendimento de emergências é o telefone 0800 70 90 116.

via gazeta do Povo