Postado 26/12/2015 por André Reu em Noticias
 
 

Segundo boletim de balneabilidade da temporada aponta praias próprias para banho



O segundo boletim de balneabilidade da temporada, divulgado pelo Instituto Ambiental do Paraná (IAP), nessa sexta-feira (25), aponta que apenas três pontos dos 47 monitorados noLlitoral do estado estão impróprios para banho. Os locais impróprios são: a Ponta da Pita, em Antonina; o rio Nhundiaquara na altura do largo Lamenha Lins, e o rio Marumbi, próximo à Ponte Estrada Anhaia, ambos em Morretes.

Já no Interior, apenas um dos 16 locais monitorados pelo IAP é considerado impróprio para banho. O Reservatório de Capivara, em Primeiro de Maio, região metropolitana de Londrina, apresenta floração de algas na região, o que ocorre pelo excesso de matéria orgânica e nutrientes na água e afeta as condições de balneabilidade.

Todos os boletins da temporada estão disponíveis no site do IAP (www.iap.pr.gov.br) e do Verão Paraná (www.verao.pr.gov.br). Como nos anos anteriores, também são instaladas bandeiras na orla das praias, nos rios e nos reservatórios para indicar os locais próprios e impróprios para banho. A cor vermelha indica que a água não é recomendada (imprópria), enquanto que a azul demonstra que a região está própria para banho.

MONITORAMENTO – O monitoramento da qualidade da água no Litoral, Costa Oeste e Norte do Estado é realizado desde a criação do órgão ambiental e avalia a concentração de bactérias Escherichia coli (E.coli) na água, que indica a possibilidade de contaminação por esgoto sanitário, de acordo com os padrões estabelecidos pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama). As análises avaliam a possibilidade de uso da água para atividades de lazer de contato primário, ou seja, não indicada para consumo.

As amostras de água são coletadas do mar e dos rios nos dias e locais que registram maior fluxo de banhistas, ou seja, quando e onde há maior possibilidade de contaminação. Além disso, são coletadas amostras de locais onde há maior probabilidade de contaminação, como saídas de galeria de águas pluviais e foz de rios no mar.

Confira os boletins em anexo.

2 boletim de Balneabilidade – Litoral



Comente

comentários