Postado 19/05/2016 por André Reu em Cultura
 
 

Prefeito Edison visita intalações da empresa Klabin em Paranaguá



Unidade destinada à exportação de papel e celulose trará cerca de 140 empregos para o município, bem como movimentará a economia local e trará geração de impostos ao município. Espaço entrará em operação em junho deste ano.

Nesta terça-feira (17), o prefeito Edison Kersten, junto aos secretários municipais de Indústria e Comércio, Roberto Francisco Ramos, e de Obras Públicas, Juliano Vicente Elias e ao superintendente de Comunicação, Antonio Maninho Barbosa, visitou as instalações da empresa Klabin em Paranaguá, unidade logística de papel e celulose que será instalada no Km 5 da BR-277. O investimento feito no armazém de 22 mil metros quadrados foi de mais de R$ 100 milhões, algo que gerou 300 empregos diretos na construção e irá gerar mais 140 postos de trabalho quando a unidade entrar em operação, em junho deste ano.

A comitiva municipal foi recebida pelos representantes da Klabin, Paulo Roxo, engenheiro civil sênior do Projeto Puma, Gerson Ferreira, coordenador de logística internacional e Ana Paula Trilho, gerente de logística internacional. O espaço será utilizado para armazenamento e escoamento para exportação da produção da nova fábrica da empresa, localizada em Ortigueira, na região central do Paraná.

“A instalação da empresa Klabin em Paranaguá é uma boa notícia para o município e para o Paraná, pois trará arrecadação de impostos que poderão ser revertidos em benfeitorias para toda a comunidade parnanguara. Além disso, o que importa principalmente é a geração de empregos em Paranaguá, que traz obtenção de renda para a sociedade, tudo isso em momento onde a economia encontra-se em um momento delicado no país”, afirma o prefeito Edison Kersten.

Segundo a empresa, o investimento consolidado no projeto, contando com a fábrica no município de Ortigueira, é de R$ 8,5 bilhões em todo o Paraná, incluindo infraestrutura, correções contratuais e impostos. Somente o armazém da Klabin em Paranaguá conta com um espaço de 22 mil metros quadrados, facilitando a logística de exportação da empresa perante o porto de Paranaguá.

Desde 2014, quando a Klabin anunciou os investimentos em Paranaguá, a empresa apresentou estudos de impacto ambiental, social e de mobilidade urbana, com foco no respeito às comunidades da Vila do Povo, Vila Primavera e Emboguaçú, que ficam no entorno do espaço. “A Prefeitura participou de audiências públicas, junto às secretarias responsáveis, o objetivo foi sempre focar o avanço da indústria, porém com respeito ao meio ambiente e a sociedade parnanguara, processo fiscalizatório que continuará com a plena atividade da Klabin quando estiver em operação”, finaliza o prefeito Edison.



Comente

comentários