Postado 15/11/2015 por André Reu em Noticias
 
 

Porto de Paranaguá exporta cinco vezes mais soja em outubro



Pelo terceiro mês consecutivo, o Porto de Paranaguá fechou o mês com um aumento expressivo nas exportações de soja. Em outubro deste ano o volume de exportação de soja foi cinco vezes maior do que no mesmo mês do ano passado. Foram 396 mil toneladas no período em 2015, contra 69 mil toneladas em 2014.

Com isso, as exportações totais do porto cresceram 6,7% no mês de outubro, com 2,2 milhões de tonelada escoadas ao longo do mês neste ano, frente a 2 milhões alcançadas no mesmo período do ano passado.

O desempenho evidencia os ganhos de produtividade do Porto de Paranaguá, pois o aumento na exportação ocorreu mesmo com o tempo instável no Sul do país no período. Em Paranaguá, foram 15 dias de chuva ao longo de outubro, provocando interrupção no carregamento de grãos.

“Mesmo assim, com os ganhos em produtividade, investimento e planejamento, conseguimos aumentar as exportações”, afirma o diretor-presidente da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa), Luiz Henrique Dividino. “Não é possível fazer o embarque com chuva. O clima tem sido um obstáculo para aumentarmos ainda mais a movimentação”, afirma ele.

EQUIPAMENTOS – No final do mês foi inaugurado o terceiro novo shiploader do Corredor de Exportação do Porto de Paranaguá. Os três equipamentos conseguem dar uma vazão 33% superior ao embarque de grãos, se comparados com os carregadores antigos que foram substituídos. Até o final do ano, um quarto shiploader deve entrar em funcionamento, completando o investimento de R$ 59,4 milhões.

O milho (483 mil toneladas), o açúcar (388 mil toneladas) e o farelo de soja (332 mil toneladas) também impulsionaram as exportações no mês passado.

PERÍODO FÉRTIL – O dólar no maior patamar nos últimos anos levou o produtor rural a atrasar a comercialização da soja da safra passada. Geralmente, as exportações do grão começam a diminuir no segundo semestre do ano.

Em 2015, o cenário foi diferente. Somando os meses de agosto, setembro e outubro, foram exportadas 1,56 milhão de toneladas de soja. O volume é o dobro do registrado no ano passado, quando foram embarcadas pelo porto 700 mil toneladas do grão.

FÓRUM DA AGRICULTURA – O desempenho dos portos paranaenses foram apresentados pelo diretor presidente da Appa, Luiz Henrique Dividino, no 3º Fórum de Agricultura da América do Sul. Ele foi o mediador do painel Novas rotas na geopolítica de integração regional, que debateu as evoluções e os desafios da logística nacional.

Na mesa-redonda, Dividino explicou as recentes mudanças ocorridas no terminal paranaense e os investimentos futuros, que vão ajudar o porto a receber as cargas do interior do país. “Temos uma dragagem de manutenção e outra de aprofundamento que darão condições para continuarmos competitivos”, afirmou.



Comente

comentários