Postado 13/01/2017 por André Reu em Noticias
 
 

Movimento de carros em direção às praias é o triplo de dias normais



A previsão de um fim de semana quente e de sol contribuiu para o grande movimento na BR-277. Segundo a Ecovia, empresa que administra o trecho da rodovia entre Curitiba e o litoral do Paraná, às 18h45, o movimento é de 1.869 carros por hora passam pela estrada.

 

Segundo a Ecovia, o trânsito segue lento na região de Paranaguá, onde moradores fazem uma manifestação em função do alagamento ocorrido na cidade nos últimos dois dias. A manifestação ocorre na altura dos quilômetro 3,5 da BR-277.

Neste fim de semana, os motoristas que descerem para o litoral receberão um  kit com informações para combater a dengue. A ação da Ecovia ocorre em função dos aumentos significativos no número de casos de dengue durante as temporadas de verão. Somente em 2016, foram registrados mais de vinte mil casos da doença. Como a BR-277 é a principal ligação entre Curitiba e os balneários, as empresas Ecovia e Dexter firmaram essa parceria para ajudar os veranistas a eliminar o mosquito Aedes aegypti.

“Como o tráfego na rodovia será alto durante todo o mês de janeiro, período da alta temporada de verão, a Ecovia quer sensibilizar e mobilizar os viajantes para que todos possam ajudar no combate ao mosquito. Buscamos essa parceria com a Dexter para que a aplicação do larvicida em massa, nas casas dos veranistas, ajude a reduzir os casos de dengue e outras doenças”, explica o gerente de Atendimento da Ecovia, Raul Boff.

O Straik Mata-Larvas é o único larvicida de uso doméstico que, com uma única aplicação, consegue eliminar cerca de 200 larvas do mosquito de forma eficaz e segura. Este é o número aproximado de ovos que uma fêmea deposita por vez, sendo que um mosquito pode dar origem a 1,5 mil ovos durante toda sua vida, em diversos criadouros.

O produto contém microcápsulas em sua formulação, que proporcionam ação residual de até 60 dias e pode ser aplicado em fonte de água, piscinas desativadas, vasos de plantas ou qualquer outro espaço que armazene água.

“O uso de larvicida deve ser a primeira etapa de combate à infestação. O uso doméstico faz com que o combate aconteça no criadouro do mosquito. É quase impossível combater, a cada sete dias (período de desenvolvimento das larvas do Aedes aegypti), centenas de novos insetos sem o uso de um mata-larvas”, alerta Milton Braida, diretor de pesquisa e desenvolvimento da Dexter Latina.

Para o conforto de todos os usuários, a Ecovia disponibiliza lixos recicláveis em vários pontos ao longo da rodovia, com destaque para os SAU (Serviço de Atendimento ao Usuário) localizados no km 10, 35 e 61. Quem quiser programar sua viagem, pode acompanhar o perfil @ecovia do Twitter, que é atualizado todos os dias, mesmo nos fins de semana, com informações sobre o tráfego, interdições e previsões do tempo. O 0800 410 277 também pode ser acionado em casos de acidentes.



Comente

comentários