Postado 18/12/2015 por André Reu em Noticias
 
 

Locação de imóveis no litoral ainda tem oferta grande e preços negociáveis



A menos de uma semana do início das festividades de final de ano, as imobiliárias que atuam no litoral do estado têm convivido com um movimento tímido, que pouco lembra as temporadas passadas. A oferta de imóveis disponíveis para locação se estende por praticamente todas as praias, fazendo com que as pessoas que deixaram para a última hora ainda consigam encontrar boas opções de imóveis em diferentes destinos.

Na Ilha do Mel Imóveis – que atua em Pontal do Paraná –, 39 dos 79 imóveis que compõem a carteira de locação estão disponíveis para o réveillon, como conta o proprietário e gerente Israel Cristhiam Vieira Pires. “Nosso fluxo de fechamento [de locações] está em torno de 40% abaixo do que registramos no ano passado, seja para o réveillon, o mês de janeiro ou para o carnaval”, conta.

Na avaliação de Hugo Muraski, gerente de locação da Muraski Imóveis, de Guaratuba, a procura está “ligeiramente” abaixo da expectativa. Na imobiliária, o número de locações efetivadas até o momento é cerca de 5% menor do que o alcançado em 2014, com um total de 70% dos cerca de 300 imóveis da carteira locados para o final de ano. “Para as férias de janeiro, este número gira em torno dos 60%”, diz Muraski.

Clima

As chuvas persistentes dos últimos meses estão entre os principais fatores que motivaram a retração da procura pelos imóveis de veraneio, segundo os especialistas. Tháis Viana, do setor administrativo-litoral da Imobiliária X – com atuação em Pontal do Paraná –, lembra que foram mais de dois meses sem sol, o que acabou prejudicando ou adiando o fechamento dos contratos.

Oferta x preço

Com oferta disponível, o preço das unidades à espera de um inquilino, no geral, não sofreu alteração em relação ao praticado na última temporada. Nos casos em que o reajuste foi proposto – estimulado principalmente pela alta no custo da energia elétrica –, os proprietários têm voltado atrás na decisão ou negociado os contratos para não ficarem com o imóvel fechado, como explica Pires, o que pode ser mais um atrativo para quem busca um imóvel de última hora.

De acordo com ele, o valor médio de uma diária em Pontal do Paraná gira entre R$ 350 e R$ 400 para o réveillon, preço que cai para cerca de R$ 250 e R$ 300 para o mês de janeiro. No balneário Atami, por sua vez, a diária média custa R$ 1,2 mil para uma casa com piscina e capacidade para dez pessoas. Em Guaratuba, um dos destinos mais concorridos do litoral paranaense, a média fica entre R$ 400 e R$ 500 para um imóvel com capacidade para oito a dez pessoas.

Muraski lembra que os valores sofrem alterações de acordo com a capacidade, distância do mar e padrão de conforto oferecido pelo imóvel, que vai da presença de ventiladores de teto à disponibilidade de rede wi-fi para o inquilino. As imobiliárias costumam trabalhar com pacotes para períodos entre sete e dez diárias.



Comente

comentários