Postado 18/01/2016 por André Reu em Noticias
 
 

Ilha do Mel vai receber melhorias e mais pontos de internet grátis


O Governo do Estado vai ampliar a internet gratuita na Ilha do Mel e também fazer melhorias na rede de energia elétrica, além de outros projetos de valorização e revitalização do patrimônio ambiental, histórico e turístico.

O assunto foi tratado nesta sexta-feira (15) pelos secretários estaduais do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Ricardo Soavinski; da Cultura, João Luiz Fiani, e pelo diretor-presidente da Copel, Luiz Fernando Vianna, durante visita técnica à Ilha do Mel.

O local da visita se concentrou na parte de Brasília, onde o grupo, acompanhado de diretores da Copel e de técnicos do Instituto Ambiental do Paraná, seguiu para o Farol das Conchas, um dos locais estratégicos para revitalização. “Dentro do conjunto de iniciativas do governo para melhoria dos parques estaduais, a Ilha do Mel é uma das prioridades”, disse Soavinski.

O Farol é um dos principais atrativos da Ilha e fica dentro da área do Parque Estadual da Ilha do Mel. Construído por volta de 1872, por ordem de D. Pedro II, até hoje é usado para orientar os navegadores. Para chegar até o local é preciso subir uma escadaria de cerca de 150 degraus e de lá de cima tem uma das mais bonitas vistas da Ilha do Mel.

O equipamento é de responsabilidade da Marinha do Brasil e não está aberto à visitação interna. “Vamos avaliar as possibilidades de um projeto de revitalização, que aumente a segurança e traga ainda mais destaque para esse atrativo”, destacou o diretor-presidente da Copel.

INTERNET – Ainda neste Verão Paraná a Copel deverá ampliar mais dois pontos o acesso à internet gratuita na Ilha, passando de dois para quatro locais. A Copel tem em toda a orla paranaense 110 pontos de internet gratuita. “Aqui na Ilha, os dois novos pontos serão indicados pela comunidade local e os técnicos de engenharia avaliarão a viabilidade dos locais sugeridos”, disse o diretor-presidente da Copel Telecom, Adir Hannouche.

Outras melhorias serão feitas na rede de energia elétrica, para aumentar a segurança e eliminar equipamentos e fiação mais antiga. “Alguns ajustes são necessários como substituir alguns postes mais antigos e que ainda são de madeira”, disse Vianna.



Comente

comentários


iap