Postado 09/10/2015 por André Reu em Noticias
 
 

Em seis meses, Porto Escola recebe a visita de 1,1 mil crianças


A Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa) atingiu nesta semana a marca de 1,1 mil crianças atendidas pelo Projeto Porto Escola – Educação para a Sustentabilidade.

Lançado no fim de abril, o projeto ensina de forma lúdica a importância da atividade portuária para a economia local e nacional.

O Porto Escola é desenvolvido em parceria com a Prefeitura de Paranaguá, por meio da Secretaria Municipal de Educação, e tem como público-alvo alunos do 5º ano (de 10 a 12 anos de idade). O atendimento acontece sempre às quintas-feiras, pela manhã.

A previsão é que, até dezembro, dois mil alunos das escolas municipais de Paranaguá tenham participado do Porto Escola. O cronograma também inclui a participação de estudantes das escolas localizadas nas cinco Ilhas do município de Paranaguá (Piaçaguera, Vila São Miguel, Amparo, Eufrasina e Teixeira).

O diretor-presidente da Appa, Luiz Henrique Dividino, disse que o programa deverá ser ampliado em breve. “Queremos ampliar as atividades para Antonina e até mesmo aqui em Paranaguá”, declarou Dividino. Em Antonina, as visitas serão ao terminal Barão de Teffé.

CONTEÚDO – O Projeto Porto Escola envolve temas como cidadania (Relação Porto-Cidade), meio ambiente (Complexo Estuarino de Paranaguá, Paranaguá, Programas e Projetos Ambientais, Monitoramentos, Atividade Pesqueira, Dragagem, Emergência Ambiental), saúde e segurança ocupacional (com ênfase em Equipamentos de Proteção Individual e de Proteção Coletiva).

O prefeito de Paranaguá, Edison Kersten, participou nesta quinta-feira (8) de uma aula do Porto Escola e ressaltou o avanço das ações do Porto de Paranaguá na área ambiental, bem como na ampliação da parceria com o município.

“Este projeto mostra às nossas crianças o que o Porto representa para a cidade em termos de movimentação, emprego e cuidados com o meio ambiente”, disse Kersten.

ROTEIRO – A visita dos alunos começa com uma palestra sobre a história do Porto de Paranaguá e sua relevância para a economia local. Os estudantes também conhecem a importância da Baía de Paranaguá para o meio ambiente – o local é considerado o maior berçário da fauna marinha do sul do oceano Atlântico.

Em seguida, aprendem os procedimentos de segurança vigentes no porto. Depois, visitam o cais e conhecem de perto a equipe de prontidão que fica a postos para atender qualquer emergência ambiental.

As crianças também recebem informações sobre a necessidade de separação e destinação correta do lixo e as espécies da fauna aquática e terrestre.

Ana Carolina da Silva Caldeira, de 11 anos, aluna do 5º ano da Escola Municipal Naiá Castilho, realizou um sonho com a visita. “Sempre quis saber como funcionava o Porto. Queria ver os navios de perto”, contou Ana.

O estudante Samuel Patrick dos Santos, de 11 anos, tem familiares que trabalham na atividade portuária. “O Porto é importante para transportar alimentos e produtos para outros países”, conta Patrick.

Beatriz Forquim França nasceu em Curitiba e mora em Paranaguá há cinco anos. “Nunca tinha visto o Porto tão de perto. Este é um presente para nós”, comemorou a estudante.

Em seis meses, Porto Escola recebe a visita de 1,1 mil crianças1

Em seis meses, Porto Escola recebe a visita de 1,1 mil crianças2



Comente

comentários