Postado 12/01/2017 por André Reu em Noticias
 
 

Com recorde de chuva, Paranaguá tem alagamentos e desabrigados



O Instituto Tecnológica Simepar divulgou na manhã desta quinta-feira (12) pelo Twitter o maior registro de acúmulo diário de chuvas em Paranaguá. A precipitação chegou a 157 milímetros nesta quarta-feira (11), estabelecendo um novo recorde. As medidas mais significativas até então eram de 113 milímetros em 13 de janeiro de 2015 e 101 milímetros em 16 de fevereiro de 2016. Após as chuvas intensas e o aumento natural da maré, o Corpo de Bombeiros, através de sua unidade no litoral do estado, registrou das 20h do dia 11 até às 7h do dia 12, os seguintes números, 50 ocorrências em Paranaguá, sendo que seis pessoas desabrigadas foram encaminhada para o abrigo e sete para casa de parentes. Não houve feridos.

Os atendimentos realizados com apoio de equipes das frações do Corpo de Bombeiros de Morretes, Antonina e da Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil de Paranagua.

Pela manhã desta quinta (12) ainda foram atendidas algumas ocorrências em Antonina, mas em menor número que Paranaguá. Entretanto, a partir das 5 da manhã houve redução significativa de chamados, já que a maré passou a regredir.

Choveu muito na região litorânea do Paraná entre o fim da tarde de ontem e a madrugada de hoje. Ocorreram várias pancadas fortes de chuva nesse período de aproximadamente dez horas. O acumulado de chuva foi mais expressivo sobre a Baía de Paranaguá, com valores um pouco superiores aos 200 mm; sendo que grande parte dessa chuva ocorreu durante a noite de ontem. Nessa madrugada os destaques foram as chuvas registradas em Antonina (70 mm) e em Guaraqueçaba (100 mm). No entanto, a localidade em que mais choveu, de ontem para hoje, foi a de Floresta do Palmito, o somatório ultrapassou os 250 mm..



Comente

comentários