Postado 14/12/2016 por André Reu em Noticias
 
 

APPA e prefeitura de Paranaguá confirmam continuidade do Projeto Porto Escola


O projeto Porto Escola vai para seu terceiro ano em 2017. O convênio de cooperação entre a prefeitura de Paranaguá e a Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa) foi assinado nesta quarta-feira (14) durante a cerimônia de premiação do 3º Concurso de Desenho do Projeto Porto Escola. Com isso, mais de 3 mil crianças do 5º ano das escolas da rede municipal de ensino devem ser beneficiadas pela ação ao longo do próximo ano letivo.

O Porto Escola tem como objetivo apresentar de forma lúdica aos alunos da cidade a importância econômica do porto para o país, estado e município, além de mostrar conceitos de sustentabilidade, meio ambiente e segurança no trabalho. “É um orgulho muito grande ter estreitado os laços entre Paranaguá e porto, por meio das crianças da nossa cidade, ao longo destes dois anos”, afirma o diretor-presidente da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa), Luiz Henrique Dividino.

Segundo a secretária de Educação e Ensino de Paranaguá, Hilda Werner, o projeto é enriquecedor para todos os participantes, pois fortalece o sentimento de pertencimento das crianças da cidade em relação ao porto. “Ficamos muito feliz em estender esta oportunidade para mais alunos em 2017”, completa.

CONCURSO – O 3º Concurso de Desenho fechou as atividades do projeto em 2016 e premiou dez ilustrações com frases sobre as atividades portuárias e os programas de meio ambiente e segurança realizados no porto. Os alunos vencedores ganharam um quadro e um passeio de barco pela baía de Paranaguá.

“Na aula que eu tive do Porto Escola, aprendi que o porto tem programas para manter as águas limpas e para preservar os animais da baía de Paranaguá e no meu desenho tentei mostrar isso junto da atividade portuária”, conta a estudante Maria Eduarda da Costa Cordeiro, uma das vencedoras do concurso, da Escola Municipal José de Anchieta.

O critério de avaliação consistiu em verificar as melhores representações da visita ao Porto de Paranaguá, bem como a criatividade.

No caso dos alunos das comunidades ilhadas, como elas percebem o porto, já que as mesmas não visitaram o cais, somente passaram pela palestra técnica. Caso de Maria Luiza do Nascimento, aluna da Escola Municipal Campo Tambarutaca, da Ilha de São Miguel. “Fiz um navio com as cargas que sustentam a cidade”, explica.

PROJETO – Com mais de 2 mil crianças atingidas em 2015 e outras 3 mil em 2016, o Porto Escola só cresce. Neste ano, pela primeira vez o programa atendeu crianças das escolas das comunidades rurais e foi até as comunidades ilhadas da baía de Paranaguá, como Ilha do Teixeira, comunidades de Europinha, de Piaçaguera, de Amparo, de Eufrasina, de São Miguel e, ainda, pelas escolas das comunidades de Nova Brasília e Encantadas, na Ilha do Mel.

Todas as semanas, uma turma tem uma aula lúdica sobre a atividade portuária, seus programas ambientais, sustentabilidade e de segurança no trabalho e, em seguida, os alunos passam por uma visita pelo cais do Porto. Depois, os professores aplicam os conceitos na sala de aula.

Confira os vencedores do concurso:

Gabriella Camillo (5ºB) – Escola Municipal Iná Xavier Zacharias

Giovane Nascimento Chagas (5ºA) – Escola Sully da Rosa Vilarinho

João Victor Oliveira Feliciano (5ªA)- Escola Municipal Iná Xavier Zacharias

Júlia Santos do Rosário (5º) – Escola Municipal do Campo Ponta de Ubá (Prainha)

Maria Eduarda da Costa Cordeiro (5ºC) – Escola Municipal “ José de Anchieta”

Maria Luiza do Nascimento (5º) – Escola Municipal do Campo “ Tambarutaca”

Moises Machado Rodrigues (5º) – Escola Municipal do Campo “ Tambarutaca”

Pablo Miranda da Silva (5ºC) – Escola Municipal “Prof.ª Francisca Pessoa Mendes”

Renan Eiji N. Pinheiro – Escola Municipal “Luiz Vaz de Camões

Victoria Gabrielly (5ªA) – Escola Municipal Iná Xavier Zacharias.



Comente

comentários