fbpx

município de Guaratuba, no litoral do Paraná, está debaixo d´água e sob risco de deslizamentos de terra nos morros da região. O alerta foi emitido pela Defesa Civil municipal na manhã deste domingo (17), que pede que, sob qualquer risco de alagamento ou deslizamento, que as pessoas deixem suas casas e procurem abrigo seguro. Até o momento, não há pessoas feridas ou afogadas e os desabrigados estão sendo levados a um ginásio local.

Chove desde sexta-feira (15) na cidade. Mas as precipitações mais fortes começaram no fim da tarde de sábado (16) e não estancaram praticamente em momento nenhum. Desde então, as ruas começaram a encher e a água invadiu as casas. Em algumas, já cobriu carros e chegou perto dos telhados. E o que está causando mais medo nos moradores é que, até às 14h30 deste domingo, a maré ainda estará enchendo, o que dificulta o escoamento da água para os rios e, destes, para o mar. A princípios, foram atingidos pelos alagamentos os bairros Carvoeira, Centro, Cohapar, Morretes e Caieiras. E conforme a Defesa Civil, há o alerta de deslizamento de morros em Caieiras, Ferry e morro Morretes.

Chove na cidade desde sexta-feira (15), mas a situação piorou ainda mais a partir da noite de sábado (16), quando o volume das chuvas aumentou. Foto: Litoral 24h Online

Chove na cidade desde sexta-feira (15), mas a situação piorou ainda mais a partir da noite de sábado (16), quando o volume das chuvas aumentou. Foto: Litoral 24h Online

Marcius Lovinski, da Defesa Civil de Guaratuba, explica que a água ainda está escoando. Porém, o volume de chuva é muito intenso desde a noite de sábado e não há previsão para que a chuva pare tão cedo. Não se tem ainda a lista de todos os bairros atingidos e a quantidade de pessoas desabrigadas porque, conforme ele, a prioridade têm sido a retirada das pessoas dos imóveis. “Muitos insistem em permanecer nas casas com medo de que sejam invadidas. Então estamos trabalhando junto com o Corpo de Bombeiros na retirada das pessoas dos imóveis. Essa, por enquanto, é a nossa prioridade. Logo mais é que vamos pegar um caminhão da prefeitura e vamos percorrer os locais afetados para fazer um levantamento de todos os bairros atingidos e da quantidade de desabrigados. Aí vamos analisar se será necessário decretar emergência”, informou Marcius.

Quem puder, deve se abrigar em casas de amigos e parentes em locais mais altos e seguros, que não sejam perto de morros. Quem não tiver para onde ir, deve seguir para o Ginásio Municipal de Esportes Governador José Richa.

Orientações

Marcius aconselha que as pessoas tenha muita calma. Quem está preso, chame os Bombeiros pelo telefone 193, pois o município está indo junto com os bombeiros ajudar na retirada das pessoas das casas. Pessoas que percebam que a água está chegando ao imóvel, mantenham-se alertas e saiam se ver que a situação pode piorar.

Telefones de emergência: 193, 199 ou 41 99993-7468 (Marcius – Defesa Civil Municipal).

A chuva vai parar?

Conforme o meteorologista Reinaldo Olmar Kneib, do Simepar, desde sexta-feira até as 11 h deste domingo já choveu 86,2 mm em Antonina, 184,4 mm em Guaratuba e 164,6 mm em Paranaguá. No período da tarde, novas áreas de instabilidade mantém as chuvas presentes nas praias.